Padre é acusado de agressão sexual a um menor em Andover

Um padre de uma paróquia de Andover, Massachusetts, acusado de ter abusado sexualmente de um menino de 10 anos há 28 anos, negou as acusações em uma carta aos paroquianos. O Rev. Peter Gori era padre na paróquia de Santo Agostinho desde 2009, e também foi ministrou lá entre 1988 e 1993.

A arquidiocese de Boston colocou Gori em licença administrativa nesta semana.

“Recebi um telefonema de nosso Provincial Agostiniano informando-me que uma acusação foi feita contra mim sobre o abuso sexual de um menor, há 30 anos”, escreveu Gori. “Garanto-lhe, como assegurei ao Provincial, que a acusação é falsa.”

A arquidiocese disse que “informou imediatamente” as autoridades quando souberam das alegações.

“A Arquidiocese de Boston está comprometida em garantir a segurança e o bem-estar das crianças e jovens em nossas paróquias e instituições”, disse a arquidiocese em um comunicado. “Através do seu Escritório de Apoio e Extensão Pastoral, a Arquidiocese continua a disponibilizar aconselhamento e outros serviços as vítimas, suas famílias e paróquias afetadas pelo abuso sexual do clero e por alegações de abuso por membros do clero”.

Mitchell Garabedian, advogado da suposta vítima de Gori, divulgou um comunicado e disse que seu cliente tinha 10 anos quando foi abusado por Goril. Ele disse que seu cliente também foi abusado por outro padre entre 1987 e 1990, quando tinha entre 8 e 10 anos.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem