Mídia é acusada de associar Bolsonaro com suposto assassino de Marielle

Nesta terça-feira, 12 de março, a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu dois suspeitos pelo assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL. Um deles mora no mesmo condomínio que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em Barra da Tijuca.

Não demorou muito para que apoiadores do presidente acusassem veículos de comunicação, de alguma maneira, de tentarem associar a imagem do presidente do Brasil com o assassinato da vereadora.

Alguns desses internautas, inclusive, entendem que as informações passadas pela mídia subentendem que Bolsonaro possa ser até mesmo o mandante do assassinato. Vale lembrar que nenhum grande veículo de comunicação afirmou ou especulou algo sobre isso até o momento.

A polícia, inclusive, garante que o fato de um dos suspeitos morar no mesmo condomínio de Bolsonaro não tem qualquer ligação com o presidente. Ou seja, que ele não é alvo, em nenhum momento, da apuração criminal. Ainda assim, internautas criticaram de forma veemente os veículos de comunicação do Brasil.

A esquerdalha ficou desapontada com a prisão dos suspeitos de matar Marielle. Diferente do que foi plantado pela esgotosfera, com ajuda da extrema-imprensa, a família Bolsonaro não tem nada a ver com a trama. Resta explorar a coincidência do suspeito morar no mesmo condomínio.

“Já descobriu agora quem matou Marielle e Anderson vamos ver se a esquerda sossega agora, ué mas não são eles que defendi bandidos assassinos? Que povo incoerente mesmo viu…  Agora eu que quero saber quem mandou matar Jair Messias Bolsonaro?”, disse um dos internautas em sua rede social.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem