Imigrante é espancado enquanto ia ao trabalho na Itália

Um imigrante senegalês de 28 anos foi parar no hospital após ter sido agredido em Morbegno, no extremo-norte da Itália, no último sábado (13).

O ataque ocorreu por volta de 2h da madrugada, quando Mame Serigne Gueye se dirigia para o trabalho, em uma padaria da cidade. O senegalês foi cercado por um grupo de jovens que começaram a insultá-lo por causa da cor de sua pele.

Os agressores espancaram Gueye, e um deles acertou um soco em seu olho direito, fazendo-o cair no chão. Sangrando, o imigrante conseguiu telefonar para a polícia, que agora busca os criminosos.

A escalada dos crimes motivados por racismo na Itália fez a alta comissária das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, questionar o país publicamente, falando até em enviar uma equipe para investigar o aumento dos casos de ódio racial.

Não há estatísticas oficiais que permitam constatar o crescimento dos crimes de ódio na Itália, mas diversos imigrantes, refugiados e ciganos foram alvos de ataques nos últimos meses.

O próprio ministro do Interior Matteo Salvini foi denunciado por “instigação ao ódio racial” pelo Ministério Público de Treviso, que o acusa de fazer “comentários xenófobos e racistas” nas redes sociais. Em uma das frases citadas no inquérito, Salvini disse: “Terminou a mamata dos clandestinos, se preparem para fazer as malas, de maneira educada e tranquila, e ir embora”.

 

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password