Homem de Myrle Beach pega 30 anos de prisão por agressão e sequestro de funcionário do hotel Grand Strand

Um homem de Myrtle Beach (Carolina do Sul) foi condenado por um júri e foi sentenciado a 35 anos de prisão por agressão, roubo e sequestro no hotel Grand Strand.
Demetrius Lawon McClary, 23, de Myrtle Beach, foi condenado por agressão e lesão corporal de natureza grave, sequestro e roubo em segundo grau, de acordo com documentos do 15º Tribunal do Circuito.
Os crimes foram cometidos a partir de 20 de março de 2018, quando McClary atacou a vítima, que era uma governanta do Sheraton Convention Center.
McClary, usando óculos escuros e uma peruca de palhaço, atacou a vítima enquanto ela estava limpando um quarto. A vítima ficou hospitalizada por quatro dias como resultado do ataque.
“Esta vítima mostrou força e perseverança incríveis, tanto quando lutou contra o agressor quanto lutou por justiça”, disse a polícia. “Sua força, juntamente com o trabalho do Departamento de Polícia de Myrtle Beach, especialmente o detetive Justin Amos e o tenente Paul Morrell, ajudaram a garantir que McClary fique na prisão por um longo tempo”.
O Honorável Juiz H. Steven DeBerry condenou McClary a 20 anos por agressão, 30 anos por sequestro e cinco anos por roubo. A pena por roubo será consecutiva à pena por sequestro, resultando em uma pena total de 35 anos.

Compartilhar:

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem