Filho estrangula a mãe e queima o corpo em um buraco

Um adolescente da Flórida estrangulou a mãe até a morte após uma discussão sobre notas baixas na escola. Segundo informações das autoridades, após cometer o crime, ele queimou o corpo e o enterrou nos fundos de uma igreja próxima. Inicialmente, o jovem responde pela a acusação de assassinato.

Relatórios policiais são conta que o estudante Gregory Logan Ramos, de 15 anos, estrangulou sua mãe Gail Cleavenger, de 46 anos, na semana passada, dentro de sua casa, em DeBary (Flórida),  próximo às estradas de Alicante e Naranja.

O xerife Mike Chitwood disse aos repórteres que o adolescente ficou irritado quando a mãe ligou para o pai, que estava em Seattle (Washington) a negócios, para falar sobre uma nota “D” que o filho havia tirado em uma prova escolar.

“A mãe ficou furiosa com ele e ligou para o pai que estava em Seattle. Após a conversa telefônica, a mãe foi dormir. Nesse momento, Gregory entrou no quarto e a estrangulou até a morte”, disse Chitwood.

As autoridades descobriram, durante a investigação,  que a mulher sobreviveu ao estrangulamento. O garoto, pensando que ela estivesse morta, pegou um carrinho de mão que estava atrás da casa para se livrar do corpo. Ao voltar, ele percebeu que a mãe ainda estava viva e supostamente estrangulou-a novamente até matá-la, informou a WFTV-TV. Ele então colocou o corpo da mãe nas costas e levou o até o carrinho.

Segundo o Xerife, a princípio, Gregory queria levar o corpo para um local mais distante, mas ele decidiu voltar para casa, pegar uma pá e levá-la para a River City Church. Ele jogou o copo em um buraco e colocou madeira por cima e depois acendeu uma fogueira.

Autoridades informaram que o adolescente tentou encobrir o assassinato, contando com a ajuda de dois amigos para simular um assalto em sua casa. Os três rapazes fizeram parecer que alguém roubou um computador, um PlayStation 4, um rifle e outros itens. Os três eram colegas de turma na University High School.

Naquele dia o adolescente foi para a escola e ao voltar para casa ligou para o 911 para relatar a invasão encenada, segundo as autoridades. “Ele chegou em casa e ligou para o 911. Ele foi tão convincente em relatar o incidente horrível, que não aconteceu, que até merecia o Grammy”, disse Chitwood.

O garoto disse que sua mãe estava desaparecida e sua van ainda estava na garagem. Mas Chitwood disse que sua história nunca chegou ao fim e logo ele começou a enrolar.

Gregory foi acusado de homicídio depois de confessar o que realmente aconteceu. Os delegados encontraram a pá e a vassoura usadas para enterrar a mulher e encontraram seu corpo na igreja, no início do sábado. Chitwood chamou o caso de um dos mais tristes e perturbadores que já viu. Os dois amigos, ambos de 17 anos, também estão sob custódia e enfrentam múltiplas acusações.

Compartilhar:

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem