FBI investiga esquema envolvendo policiais que vendiam cartão de vacina falso em Vermont

Três soldados veteranos do estado de Vermont são acusados ​​de estarem envolvidos em um esquema de venda de cartão de vacinação covid-19 falso. De acordo com publicação do NY Post, Shawn Sommers, Raymond Witkowski e David Pfindel renunciaram após as acusações, que foram levantadas pela primeira vez por um colega policial em 9 de agosto, foram confirmadas pela Polícia Estadual de Vermont.

Sommers e Witkowski afastaram do cargo um dia depois do ocorrido, enquanto Pfindel renunciou na última semana depois de investigação adicional por funcionários do estado. Eles são acusados ​​de ter “papéis variados” no suposto esquema de fabricação de cartões de vacinação falsos, disse a polícia estadual.

O diretor da corporação, coronel Matthew Birmingham, se manifestou por meio de um comunicado enviado à imprensa.  “As acusações neste caso envolvem má conduta, violação criminal prevista pela lei, e eu não poderia estar mais chateado e desapontado”, frisou.

Birmingham classificou as acusações contra os ex-soldados como “repreensíveis”, em meio à pandemia. Ele ainda ressaltou que a vacinação é “um dos passos mais importantes” que qualquer pessoa pode tomar para proteger sua comunidade. “Estou envergonhado que esta situação tenha ocorrido e sei que manchou a reputação da Polícia Estadual de Vermont”.

As acusações foram encaminhadas aos promotores na cidade de Burlington, assim como ao FBI. Uma investigação da agência federal está em andamento, disse a polícia estadual, acrescentando que não foi possível divulgar detalhes sobre o suposto esquema. “Devido à investigação do FBI em andamento, a Polícia Estadual de Vermont não pode comentar mais no momento”, concluiu o comunicado da agência.

O FBI, por sua vez, alertou o público em março para não comprar ou falsificar cartões de vacina, dizendo que o uso não autorizado do selo de uma agência oficial do governo é crime. O aviso veio depois que cartões fraudulentos de registro de vacinação apareceram em sites de mídia social, bem como em plataformas de e-commerce e blogs.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem