Condenado a prisão perpetua por assassinar duas jovens na Virgínia é diagnosticado com câncer de cólon

Um assassino confesso que cumpre várias sentenças de prisão perpétua pelos assassinatos de duas universitárias da Virgínia foi diagnosticado com câncer de cólon em estágio 4 e foi transferido para uma nova prisão nesta semana para ser submetido a tratamento.

Jesse Matthew Jr., de 37 anos, se declarou culpado em 2016 de matar Morgan Harrington, uma estudante de 20 anos, da Virginia Tech, e Hannah Graham, uma estudante de 18 anos, da Universidade da Virgínia. As duas foram mortas com cerca de cinco anos de diferença, e Matthew só foi ligado ao caso da morte de Harrington depois que a polícia o conectou ao assassinato de Graham.

Matthew foi transferido da prisão estadual de Red Onion, da Virgínia, no Condado de Wise, para a prisão estadual Sussex I, na segunda-feira, dia 20.

Ele confirmou à WTVR, no início deste mês, que foi diagnosticado com a doença, que está em seu estágio mais avançado e atingiu o cólon. A American Cancer Society afirmou que a taxa atual de sobrevivência de quem tem câncer de cólon em estágio 4 é de 14%.

Em outubro de 2009, Harrington desapareceu depois que ela deixou um show do Metallica na arena de basquete da UVA. Mais de três meses depois, em janeiro de 2010, seu corpo foi encontrado em um campo de cerca de 10 quilômetros ao sul de Charlottesville.

Anos depois, Graham desapareceu após deixar uma festa do lado de fora do campus da universidade, sozinha, em setembro de 2014. Seu corpo foi encontrado um mês depois – cerca de dez quilômetros de onde o corpo de Harrington foi encontrado.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem