Bebê é encontrado enterrado em quintal no Novo México. Pais são presos

A polícia prendeu os pais de uma menina de um ano de idade, duas semanas depois de o pai ter dito a um parente que ela se afogou em uma banheira, segundo vários relatórios.

Registros do Centro de Detenção Metropolitano de Albuquerque mostram que a polícia prendeu “DJ” Zuber, 26 anos, e Monique Romero, 23, na segunda-feira, dia 07. O casal foi identificado na semana passada como os pais de três filhos, incluindo Anastazia Zuber, de 1 ano de idade, que foi vista pela última vez em dezembro.

A polícia pediu ajuda para localizar a família depois que a mãe de David Zuber disse às autoridades que ele afirmou em 18 de dezembro que Anastazia se afogou em uma banheira, segundo as autoridades.

Os membros da família pediram, em 18 de dezembro, que uma checagem de bem-estar fosse feita em Anastazia, mas Romero disse às autoridades que a criança estava com sua irmã, informou as autoridades em um processo criminal. Não ficou claro de imediato por que a polícia esperou tanto tempo para pedir a ajuda da comunidade para localizar a criança.

O porta-voz da polícia de Albuquerque, Simon Drobik, disse que uma investigação foi iniciada sobre o caso. Investigadores encontraram Romero, David Zuber e seus outros dois filhos em uma casa no nordeste de Albuquerque na sexta-feira.

Em uma queixa criminal obtida, a polícia disse que Anastazia foi encontrada no mesmo dia “morta e enterrada no quintal onde David John Zuber declarou que ela estaria localizada”.

“É difícil para os detetives ir a um local, cavar um buraco e encontrar um bebê morto em uma sacola”, disse Drobik. “Depois ter que construir um caso em torno dele… isso é horrível”.

De acordo com o KRQE, Romero disse aos investigadores que “ela deixou Anastazia e sua filha de 2 anos na banheira cheia de água, sem supervisão” e que mais tarde encontrou a filha pequena inconsciente. As autoridades disseram que nem ela, nem David Zuber, pediram ajuda policial ou médica.

Romero disse às autoridades que David Zuber pegou o corpo e deixou seu apartamento compartilhado após o incidente, em 17 de dezembro. Quando retornou, ele disse a ela que a situação “foi resolvida”.

Registros de prisão mostram que David Zuber foi acusado de abandono e abuso de uma criança e adulteração de provas, enquanto Romero enfrenta uma acusação de abuso infantil que resultou em morte.

“Tudo se resume aos dois pais que cometeram esse crime e agora temos uma longa investigação a fazer”, disse Drobik.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem