Armas feitas em impressora 3D causam polêmica nos EUA

Em breve, os americanos poderão fazer suas próprias armas em casa a partir de impressoras 3D, sem qualquer checagem de passagens pela polícia ou necessidade de número de rastreamento. As informações são do jornal USA Today.

Um acordo no início deste ano entre o Departamento de Estado e a empresa Defense Distributed, sediada no Texas, permitirá que a organização sem fins lucrativos libere aquivos digitais das armas para serem baixados, a partir de 1º de agosto.

A inovação vem sendo celebrada e considerada como o fim do controle de armas nos Estados Unidos. O próprio fundador da organização, Cody Wilson, postou em seu Twitter uma fotografia de um túmulo marcado como “controle de armas americano”.

Os designs disponíveis gratuitamente no próximo mês colocam armas de fogo a cliques de distância de qualquer pessoa com a máquina e os materiais corretos. Organizações que advocam por um maior controle de armas alertam para os perigos de elas caírem nas mãos erradas.

Em 2012, o fundador da Defense Destributed já havia projetado uma pistola de plástico para impressão em 3D, a “Liberator .380”, e disponibilizado o projeto online. O arquivo foi baixado mais de 100 mil vezes, antes de as autoridades bloquearem seu site.

Montar armas em casa não é novidade nos EUA e é algo que pode ser feito legalmente, desde que a arma não seja vendida. A Defense Distributed já vende peças que permitem que os usuários construam suas próprias armas de fogo não rastreáveis, conhecidas como “armas fantasmas”, por sua falta de números de série.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password