Brasileiro que tentou deportar namorado da ex-esposa vai ser deportado

Clebio P. De Lima, 43, que residia em Quincy (Massachusetts), foi sentenciado na quarta-feira, dia 31/07, em tribunal federal e cumprirá uma sentença de 23 semanas. Ele se declarou culpado em junho por duas acusações de fazer declarações falsas para as autoridades federais.

De acordo com as informações que levaram à condenação do brasileiro, “funcionários do departamento de Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS) receberam uma carta manuscrita em fevereiro de 2018 afirmando que um homem chamado ‘Mario’ planejava atacar uma escola de South Boston e já havia comprado duas armas”.

Depois de algumas investigações foi descoberto que a história era mentirosa e as pistas levaram ao brasileiro. O Departamento de Imigração e Alfândega (ICE, sigla em inglês) iniciou o processo de deportação contra Clébio em setembro de 2018, enquanto agentes federais investigavam a carta.

O brasileiro, que chegou aos Estados Unidos em 2007 com visto de Turista, mora no país há 12 anos ilegalmente, segundo documentos judiciais.

Na carta, Clébio se apresentou como uma suposta pessoa que teria sido contatada por Mário para ser o motorista de fuga após o ataque. Ele ainda alegou que o suspeito pagaria a quantia de US $ 3.000, de acordo com a acusação. “Ele acabou de se casar com uma cidadã americana e pagou 15.000 dólares. Ele disse que iria conseguir documentos americanos para comprar mais armas de fogo e seguir com seu plano”, dizia a carta.

Clébio não assinou a carta, mas agentes do FBI que começaram a investigar as ameaças o rastrearam. Os agentes encontraram o brasileiro em setembro, e perguntaram-lhe sobre as ameaças. No inicio ele negou qualquer conhecimento da carta.

Os promotores disseram que Clébio enviou a carta na esperança de enquadrar o novo namorado de sua ex-mulher e fazer com que o ICE o deportasse.

Clébio e sua ex-esposa se separaram em setembro de 2017, quando ela o acusou de traição, segundo documentos apresentados no tribunal. A relação deles piorou quando ela começou a namorar outro homem, de acordo com um memorando de condenação redigido pelo advogado de De Lima, o defensor público Oscar Cruz.

Segundo a acusação, Clébio “criou a carta enviada anonimamente ao CIS” que falsamente acusou o outro homem, que também é um brasileiro indocumentado.

Clébio foi preso em 7 de fevereiro e acusado de fazer declarações falsas às autoridades federais. Em junho, ele se declarou culpado. O memorando de sentença de Cruz afirma que o brasileiro “deixou suas emoções tomarem conta dele e só estava pensando em retirar” o outro homem da vida de sua ex-esposa e filha.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem