Trump diz que plano para deter violação das fronteiras está terminando

O presidente Donald Trump, afirmou nesta sexta feira (2) que sua administração está terminando um plano para “acabar com o abuso às fronteiras” dos Estados Unidos.

Essa declaração foi dada no momento em que uma caravana composta por milhares de pessoas, a qual ele classificou “como uma invasão”, cruza o México para chegar à divisa entre o território mexicano e o americano. Segundo ele, a estratégia inclui a construção do muro, que já foi iniciada.

O presidente disse ainda que a solução no longo prazo para a “crise imigratória” é o apoio do Congresso da obstrução nas fronteiras. O impasse que existe entre os dois partidos majoritários a respeito desse tema não é novo e tem ganhado ainda mais exaltação diante das eleições de meio de mandato, no próximo dia 6.

Trump reforçou ainda que a entrada dos integrantes da caravana não será permitida e que o Exército foi enviado à fronteira sul para garantir que isso não ocorra. Segundo o republicano, os “imigrantes não estão procurando por proteção. Se fosse, eles ficariam no México, onde isso foi oferecido a eles”, criticou.

O presidente americano declarou também que os EUA não vão mais soltar aqueles que entrarem ilegalmente no país e aguardam por julgamento, mas os manterá presos e depois os deportará.

Segundo Trump, o que dificulta essa decisão hoje é que não há estrutura física para manter as pessoas sob custódia. “Estamos construindo o que é necessário”, destacou. Ele afirmou, ainda, que pais e filhos nessa situação serão mantidos juntos.

Trump também disse que, com a postura “forte” da administração, o número de pessoas tentando entrar no país ilegalmente cairá.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem