Polícia mexicana trava caravana de 2.000 pessoas que queriam chegar aos EUA

Polícias mexicanos dispersaram uma caravana de cerca de dois mil migrantes que partiu no sábado do sul do México na esperança de chegar aos Estados Unidos.

Muitas pessoas partiram da cidade de Tapachula, no estado de Chiapas, onde estiveram retidas durante semanas ou mesmo meses a aguardar autorização de circulação e residência por parte das autoridades mexicanas.

Provenientes da América Central, África e das Caraíbas, os migrantes tentam fugir da violência ou da miséria nos seus países.

O México repatria frequentemente, por avião, migrantes de países como Cuba e Honduras, mas o mesmo não faz com os naturais de África, onde faltam estruturas que lidem com os processos.

Recentemente, os migrantes envolveram-se em confrontos físicos com a polícia de Tapachula. As autoridades mexicanas autorizam a sua permanência no sul do país ou a sua saída do México pela fronteira a sul, com a Guatemala, mas as pessoas querem documentos que lhes permitam chegar à fronteira a norte e, assim, entrar nos Estados Unidos.

Pressionado pelos Estados Unidos, o México suspendeu praticamente as autorizações de circulação no país aos migrantes.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem