Operação desarticula em Rondônia quadrilha que enviava brasileiros para os EUA

Na quarta-feira, dia 28, a Polícia Federal do Brasil deflagrou uma operação contra uma organização criminosa especializada em promover a imigração ilegal para os Estados Unidos. O esquema também é acusado de lavagem de dinheiro. De acordo com a investigação, os envolvidos cobravam altos valores para “colocar os brasileiros” dentro do território norte-americano.
A PF divulgou que foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão na capital de Rondônia, Porto Velho, e na cidade de Campo Novo de Rondônia. Em Santa Catarina, aconteceu houve a mesma operação, nas cidades de Porto Belo e Cruz Alta.
Ainda, de acordo a PF, as investigações começaram 2021, após uma denúncia de que um morador de Monte Negro (RO) atuava no esquema de envio de pessoas para os EUA.
Durante as buscas, além da descoberta de que os integrantes do grupo cobravam altos valores pelo serviço, também foi descoberto a participação de pessoas que moravam em Santa Catarina e usavam uma agência de turismo para comprar passagens aéreas para fora do Brasil.
A polícia disse que muitas pessoas enviadas pelo grupo foram detidas ao chegar à fronteira dos EUA com o México e deportadas posteriormente. Mesmo assim, os agenciadores não devolveram o dinheiro.
Os integrantes da suposta organização devem responder pelos crimes de “constituição de organização criminosa e lavagem de dinheiro” e podem pegar até 18 anos de prisão se forem condenados.

Compartilhar:

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem