Deportado dos EUA e acusado de assassinato, brasileiro está preso em Goiás

O pedreiro Varley Ramos Costa, de 53 anos, acusado de ter mandado matar o segurança Luciano Carvalho Couto, de 31 anos, foi deportado dos Estados Unidos e está preso em Aparecida de Goiânia. A mudança ocorreu após decisão do juiz Jesseir Coelho de Alcântara, na capital. Segundo a denúncia do Ministério Público, o crime aconteceu porque o homem não aceitava o relacionamento de sua mulher com a vítima. A defesa do preso alega inocência e que ele não tem qualquer ligação com o assassinato.

Na denúncia consta que Varley se mudou para os Estados Unidos em 2002 e que sua esposa, Sueli Gomes ficou no Brasil com os filhos. Ela, então, passou a manter um relacionamento público com Luciano. No início de 2005, a mulher viajou para os Estados Unidos para deixar os filhos com Varley e voltar a morar no país natal.

Enquanto estava nos Estados Unidos, morou com Varley, mas se comunicava frequentemente com Luciano por meio de cartas e telefonemas. “O denunciado, ao ver aproximar a data em que Sueli retornaria para o Brasil, resolveu mandar matar Luciano”, aponta o documento do Ministério Público.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem