CBP detalha detenções recordes de grandes grupos de brasileiros na fronteira dos EUA

O Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos (CBP, sigla em inglês), na área de San Diego (Califórnia), relatou que prendeu duas pessoas durante uma operação que tinha como alvo uma organização de contrabando de seres humanos, supostamente responsável por trazer grandes grupos de imigrantes, em sua maioria venezuelanos e brasileiros, para a fronteira de Tijuana.

De acordo com as informações, a operação começou depois que agentes que atuam na fronteira começaram a encontrar grupos com grande quantidade de imigrantes do Brasil, Venezuela e Portugal.

No mesmo relatório, a agência de imigração informou que, no geral, o número de imigrantes detidos ao longo da fronteira com o México diminuiu pelo terceiro mês consecutivo.

O CBP relatou mais de 164.000 detenções em outubro, o que representa uma queda de 23 por cento em relação a julho.

José María García, diretor do abrigo Juventud 2000, afirmou que grandes grupos formados por brasileiros e venezuelanos começaram a chegar a Tijuana no início deste outono. “No dia 11 de novembro um grupo com aproximadamente 150 brasileiros e venezuelanos chegou à sede da organização pedindo apenas comida”, disse. “A dificuldade de comunicação devido a diferença de idioma, me impediu de entrevistar completamente estas pessoas”, acrescentou.

Ele disse, ainda, que os 150 imigrantes chegaram e em poucas horas partiram, saindo em vários táxis que eles próprios pediram para circular pela cidade. “Disseram que iam ficar em alguns hotéis e apartamentos que já tinham alugado”, afirmou.

Entre o dia 28 de outubro e 09 de novembro, o os agentes do CBP em San Diego prenderam cinco grupos de imigrantes, principalmente do Brasil e da Venezuela, que tinham respectivamente 43, 49, 73, 84 e 93 pessoas.

O relatório divulgada na semana passada, afirma que os agentes prenderam dois mexicanos no dia 04 de novembro depois de descobrir 75 pessoas do Brasil, Venezuela e Portugal trancadas dentro de um caminhão baú. O CBP não informou onde ocorreu esta prisão.

A agência também informou que no início de novembro, a Guarda Nacional Mexicana e o Instituto Nacional de Migração interceptaram um caminhão da Transportes Amparo, no lado de Tijuana, com um grupo de 58 imigrantes do Brasil, 16 da Venezuela e um de Portugal. Eles estavam escondidos na parte traseira do veículo. “As parcerias com o governo do México continuam a desempenhar um papel vital no combate aos contrabandistas que exploram indivíduos que vidam apenas o lucro próprio”, disse o agente de patrulha Aaron Heitke. “Agradecemos a eles pelo apoio e continuaremos nosso esforço conjunto para levar esses criminosos à justiça”, acrescentou.

 

ALGUNS DADOS

No dia 27 de outubro, os agentes avistaram um caminhão de carga deixando um grupo de pessoas no lado sul da fronteira. Essas pessoas entraram nos Estados Unidos por meio de um cano de drenagem comprometido. Durante esta operação, foram detidos 67 homens, mulheres e crianças do Brasil e da Venezuela.

Em 26 de outubro, os agentes interceptaram dois grupos que entraram ilegalmente no país através de uma rede de esgoto. O primeiro grupo era formado por 86 brasileiros. Poucas horas depois, o segundo grupo, formado por 69 brasileiros, foi detido no mesmo local. Ambos os grupos consistiam em homens, mulheres e crianças.

No dia 23 de outubro, os agentes observaram um grupo de imigrantes que entrava nos Estados Unidos através de um tubo de drenagem, cinco quilômetros a oeste do Porto de Entrada de San Ysidro. Os agentes encontraram 72 homens, mulheres e crianças, do Brasil e da Venezuela.

 

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem