1.700 centro-americanos param na fronteira com os EUA

Cerca de 1.700 migrantes, a maioria deles hondurenhos, chegaram nesta terça-feira (5) na cidade mexicana de Piedras Negras, na fronteira com os Estados Unidos.

Cerca de 84% dos migrantes são hondurenhos e o restante da Nicarágua e de El Salvador, informou Claudio Bres Garza, prefeito de Piedras Negras, no estado de Coahuila. Armazéns industriais foram adaptados para abrigar migrantes.

Em declarações à imprensa, o prefeito deu boas-vindas a “todos os que se comportem” como convidados. P governador de Coahuila, Miguel Angel Riquelme, advertiu que não permitirá mais imigrantes sem documentos entrarem no estado.

No total, cerca de 2.200 migrantes começaram sua caravana em 15 de janeiro em Honduras, mas cerca de 500 decidiram solicitar o visto humanitário, o que lhes permite trabalhar e obter a segurança social por um ano. Outros desviaram seu curso para cidades mexicanas como Monterrey, Nuevo León.

Outro contingente de cerca de 3.800 migrantes, fugindo da violência e da pobreza de seus países, atravessa o estado de Chiapas, na fronteira com a Guatemala, e segue para a Cidade do México, onde decidirão o caminho que tomarão para chegar à fronteira com os Estados Unidos.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem