Coronavírus: homem é preso nos EUA após apresentar atestado falso

Espertinhos de plantão não dão trégua nem durante a pandemia do novo coronavírus. Na cidade de Spartanburg, no estado da Carolina do Sul, Jeffrey Travis Long, de 31 anos, apresentou atestado falso de Covid-19 para não trabalhar. Segundo a Fox News, ele foi preso e teve que pagar fiança de US$ 10 mil e multa de US$ 200 para ser liberado.
A empresa de call center Sitel Corporation chegou a fechar o escritório por cinco dias e higienizar os ambientes por temor de contaminação generalizada. No documento, um médico determinava que Long ficasse afastado do trabalho por 14 dias.
O atestado falso logo foi desmascarado, já que o hospital citado no documento não faz testes de coronavírus. “Parece que esse cara só queria férias remuneradas de suas semanas”, brincou o xerife de Spartanburg, Chuck Wright.
O call center da Sitel reabriu na última quarta (18/03) após a demissão de Long.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem