Street Fighter: conheça os melhores jogadores brasileiros no game de luta

Street Fighter, franquia de jogo de luta da desenvolvedora Capcom, é forte no cenário competitivo brasileiro. O Brasil foi representado por pro player em versões mais antigas do game, como o Street Fighter 4, e continua em cena na versão atual do jogo, o Street Fighter V: Arcade Edition. Conheça, a seguir, os sete jogadores profissionais que melhor representaram o país no competitivo do jogo e veja seus personagens favoritos.

Conhecido anteriormente como “Ibukiman”, Thomas “Brolynho” Proença ficou famoso na cena de Street Fighter na quarta versão do game, quando jogava com a ninja Ibuki. Mas foi na versão seguinte da franquia, o Street Fighter V, que o carioca teve suas maiores conquistas. Fiel ao personagem Necali, ele começou a ter destaque internacional após sua participação na ESL Brooklyn Beatdown 2016, torneio em que ficou entre os oito melhores, e venceu o sul-coreano Seonwoo “Infiltration” Lee. Na época, o brasileiro levou o prêmio de US$ 2,25 mil (cerca de R$8 mil em conversão direta).

Em território internacional, Brolynho também ficou entre os 16 melhores da ELeague 2017 e a 25° colocação na Evolution Championship Series (EVO) 2017. Recentemente, o atleta deixou a FlipSid3 Tactics, mas continua a participar de torneios no Brasil e América Latina.

 

Keoma “Keoma” Pacheco

Keoma “Keoma” Pacheco ganhou notoriedade em Ultra Street Fighter IV com o personagem Abel. O gaúcho tem em seu currículo participações no Treta Championship, maior torneio de jogos de luta no Brasil, e venceu o japonês Tatsuya “Haitani” Haitani na grande final da Capcom Pro Tour Brazil 2015. Com a conquista, o atleta se classificou para a Capcom Cup, o mundial da categoria.

Na Capcom Cup, Keoma cravou seu nome de vez no cenário mundial ao bater figuras como o norte-americano Darryl “Snake Eyez” Lewis e o japonês Hiromiki “Itabashi Zangief” Kumada. O brasileiro terminou entre os oito melhores da competição e levou o prêmio de US$ 5 mil (cerca de R$ 20 mil).

 

Eric “ChuChu” Moreira

Eric “ChuChu” Moreira também conquistou reconhecimento em Street Fighter IV. O jogador, ex-CNB e-Sports Club, era temido por seu domínio com diversos personagens, como Chun-li, C.Viper, Sakura e Poison, já em Ultra Street Fighter IV. Com tantas opções, ChuChu era um jogador difícil de ser parado em competições. Assim, além dos resultados expressivos em inúmeros torneios no Brasil, ele conseguiu uma vaga na Capcom Cup 2014 e foi convidado para participar do Red Bull Kumite 2015, em Paris.

Embora não tenha se saído tão bem quando esperava em território internacional, ChuChu adquiriu o respeito no cenário brasileiro e foi considerado um dos melhores do país do game. O jogador não se destacou muito em Street Fighter V. No Treta Championship 2018, no entanto, ele ficou entre os oito melhores.

 

Renato “DidimoKOF” Pereira

Como seu próprio apelido sugere, Renato “DidimoKOF” Pereira se aventurou mais na série The King of Fighters antes de se arriscar nas competições de Street Fighter V. Sua experiência na franquia da SNK o ajudou a obter resultados expressivos no game da Capcom jogando com o personagem Dhalsim. Porém, foi apenas em 2017 que ele teve a primeira grande conquista: a Final Regional da Capcom Pro Tour latino-americana 2017, resultado que o levou para a Capcom Cup de 2018.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password