Flamengo chega aos EUA para Flórida Cup, e imigrantes matam saudade

A delegação rubro-negra já está nos Estados Unidos para Flórida Cup. O elenco desembarcou em Orlando por volta das 19h30 (22h30 de Brasília) para os primeiros compromissos de 2019 – contra Ajax e Eintracht Frankfurt – e foi recepcionado por grupo de brasileiros no aeroporto.

Abel Braga relacionou 29 jogadores para o torneio, que conta ainda com a participação do São Paulo. Fora dos planos, Alex Muralha ficou no Rio de Janeiro à espera de propostas.

– É uma chance da gente começar bem a temoda, fazer bons treino durante a semana, ter teste de nveil europeu. Espero que a gente se saia bem e tenha um bom pontapé inicial – disse o zagueiro Juan, que assim como Diego e companhia, parou para atender os torcedores.

Cerca de 20 brasileiros que moram nos EUA aproveitaram a oportunidade para dar boas-vindas ao elenco e matar a saudade do clube. Era esse o sentimento de Everaldo da Silva.

O curitibano mora em Boca Raton, no Sul da Flórida, há 20 anos como carpinteiro, casou com a doceira mineira Sara Campos e passou o amor pelo Flamengo aos filhos. Emanuel, 7, Rafael, 5, d Evelyn, 3, são americanos de coração rubro-negro:

– A saudade é grande. Quero mostrar de perto essa paixão para meus filhos. O último jogo que eu vi no estádio foi contra o Paraná, pela última rodada do Brasileiro de 1998 – relembrou.

Graciano dos Santos foi quem comandou a festa com cantoria no aeroporto. Com direito a tatuagem do escudo do clube, o capixaba, que trabalha no local, vive no país há 15 anos, mas esteve no Maracanã em um Fla-Flu no ano passado.

O Flamengo volta a solo americano depois de quase 13 anos. A última passagem pelo país aconteceu em agosto de 2006, quando perdeu por 2 a 1 para o América do México, em Los Angeles, gol de Obina.

No total, foram 12 partidas no país: sete vitórias, dois empates e três derrotas. Quinta-feira, às 22h (de Brasília), o Rubro-Negro dá o pontapé inicial da temporada contra o Ajax, no estádio do Orlando City, mesmo palco do confronto com o Eintracht, sábado, 19h.

A programação do Flamengo na Flórida prevê ainda um jogo-treino na manhã do dia 15, quando retorna ao Brasil, ainda com adversário indefinido. Abel Braga comandará atividades em período integral todos os dias já a partir desta segunda, inclusive com treinos nos dias dos jogos.

Grupo com torcedores brasileiros que moram em Orlando já fazem a festa no aeroporto. Tem hino em alto e bom som. Festa chama a atenção dos passageiros que desembarcam no local.

Rodrigo Caio é a única cara nova em relação ao elenco de 2018, que teve como principais baixas Lucas Paquetá, negociado com o Milan, e o capitão Réver, de volta ao Atlético-MG. Diego, que negocia a renovação de contrato, está nos Estados Unidos.

O camisa 10 tem proposta justamente dos donos da casa, o Orlando City, e tem as conversas travadas com o Rubro-Negro. O meia pede aumento e luvas, o clube quer manter os salários e ampliar o vínculo por 18 meses, até o fim de 2020.

O vice-presidente de futebol, Marcos Braz, e Bruno Spindel, ex-CEO e figura efetiva em negociações, ficaram no Brasil focados na busca por reforços. Arrascaeta, Bruno Henrique e Dedé são os alvos.

O uruguaio é quem tem a situação mais bem encaminhará. Já deu o “sim” ao Flamengo e entrou em litígio com o Cruzeiro, que faz exigências para venda.

Um Flamengo ansioso por contratações chega à terra das compras com foco dividido para dar o “start” em 2019.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password