Classificado para o Mundial e o Pan, Colonese vai treinar 21 dias nos EUA

Atual campeão brasileiro de maratonas aquáticas, Victor Colonese embarcou nesta terça-feira (4) para os Estados Unidos. O atleta da UNISANTA (Santos/SP) e da seleção brasileira vai treinar durante três semanas no Colorado. Será uma das etapas da preparação de Colonese para o Mundial de esportes aquáticos e para os Jogos Pan-Americanos.

“Vou passar 21 dias de treinamento em altitude no centro de treinamento norte-americano, em Colorado Springs. Esse treinamento vai ser muito importante para mim. Primeiro por ser em altitude. A gente ganha muito em capacidade pulmonar. Esse período de 21 dias é estratégico. Muitos estudos comprovam que é bem eficiente isso”, disse o baiano.

“Fora isso, eu vou ter a vantagem de ser um período em que vou estar focado nos treinamentos. Hoje eu moro em Santos e tenho que agradecer bastante por todo o apoio da UNISANTA. Mas moro sozinho. Então tenho que fazer todas as atividades de casa. Eu tenho um cachorro, então tenho que tomar conta dele, passear com ele. Tenho a faculdade também. Estou cursando Engenharia de Produção. Fora os compromissos do dia a dia, como ir ao banco. Lá nos EUA eu vou ter a tranquilidade de só treinar e descansar”, comentou.

“Só tenho a agradecer ao pessoal do Exército, da Comissão Desportiva do Exército (CDE) e da Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB), junto ao Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) das Forças Armadas, que estão me ajudando a ir treinar em Colorado Springs, onde vou ter um ganho muito grande. Esse ganho vai ser não só para o Mundial e o Pan, mas também para os Jogos Olímpicos Militares em outubro”, concluiu.

Terminando a fase nos EUA, Colonese segue para o Japão, onde passará por uma fase de aclimatação, visando ao Mundial. A competição será disputada em Gwangju, na Coreia do Sul, entre os dias 12 e 28 de julho. Já os Jogos Pan-Americanos acontecem em Lima, no Peru, entre 26 de julho e 11 de agosto. No Mundial, serão definidos dez atletas que disputarão a Olimpíada de 2020. Outros 15 maratonistas aquáticos poderão ir a Tóquio através de uma repescagem, que será feita entre os países que não tiverem nenhum classificado até então.

Colonese teve um grande ano de 2018. Em território nacional, além do título brasileiro, ele ganhou a medalha de prata no Troféu Maria Lenk (10km). No exterior, brilhou no Sul-Americano de esportes aquáticos: conquistou uma medalha de ouro (equipe) e duas de prata (5km e 10km). Também disputou o Pan-Pacífico e a Copa do Mundo.

Neste ano, em fevereiro, o atleta se classificou para o Mundial e o Pan. As vagas foram conquistadas na primeira etapa da Copa do Mundo, em Doha, no Qatar.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem