Atriz de Full House é presa na Califórnia

A atriz Lori Loughlin, que deu vida à personagem Tia Becky, na série americana Três É Demais, está entre as 50 pessoas indiciadas em um esquema de fraude de vestibular em faculdades de renome como Yale e Stanford e Universidade do Sul da Califórnia.

Segundo o site NBC News, documentos judiciais revelados em Boston mostram que o esquema criminoso movimentou mais de 25 milhões de dólares (mais de 95 milhões de reais).

Lori e o marido, o designer de moda, Mossimo Giannulli, aceitaram pagar 500 mil dólares (mais de 1,9 milhões de reais) em propina para que suas duas filhas tivessem acesso à Universidade do Sul da Califórnia.

A atriz ainda se comprometeu a fotografar a filha praticando esportes para aumentar as chances dela ser aprovada na instituição de ensino.

O marido de Lori foi preso nesta terça-feira (13/03) e liberado após pagar 1 milhão de dólares (mais de 3,8 milhões de reais). Já Lori, se entregou na manhã desta quarta-feira em Los Angeles. Ainda hoje, ela deve prestar esclarecimentos a um juiz.

Felicity Huffman, famosa por interpretar a personagem Lynette na série Desperate Housewives, também está envolvida no caso. Ela e o marido William H. Macy, ator da série Shamelles, pagaram o valor de 15 mil dólares (mais de 57 mil reais) para que a filha tivesse tempo ilimitado para realizar o teste.

A atriz foi detida em Los Angeles, mas pagou fiança no valor de 250 mil dólares (mais de 950 mil reais) e foi liberada.

SOBRE O ESQUEMA:

De acordo com a acusação, o suposto golpe consistia em “ajudar” que estudantes fossem admitidos em universidades como atletas recrutados, mesmo sem habilidades atléticas, e a trapacear nas provas das faculdades.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem