PF desarticula organização criminosa que levava armas dos EUA para o Brasil

A Polícia Federal DO Brasil cumpriu na terça-feira (15) sete mandados de prisão preventiva contra acusados de tráfico de armas internacionais. A operação, chamada Florida Heat, foi realizada no Rio de Janeiro, Campo Grande (MS) e Miami (FL).
Segundo a PF, através desta organização criminosa armas de fogo eram levadas ilegalmente dos Estados Unidos para o Brasil, através de contêineres e encomenda postal. O armamento entrava no país pelo Amazonas, São Paulo e Santa Catarina. O destino final dos carregamentos era uma residência em Vila Isabel, na zona norte do Rio.
As armas eram acondicionadas dentro de equipamentos como máquinas de soldas e impressoras. O despacho era feito juntamente com outros produtos, como telefones, equipamentos eletrônicos, suplementos alimentares, roupas e calçados.
Uma vez no Brasil, as peças de armas enviadas separadamente eram montadas e depois distribuídas para facções criminosas. No processo, segundo a PF, os armeiros usavam também impressoras 3D.
As investigações mostraram que o dinheiro usado na compra das armas era enviado através de doleiros. Um brasileiro, dono de churrascarias na cidade norte-americana de Boston, é suspeito de repassar o dinheiro para outras pessoas nos Estados Unidos.
Já o dinheiro obtido com a revenda das armas no Brasil era investido em imóveis residenciais, criptomoedas, ações, veículos e embarcações.
Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Além da prisão e das buscas e apreensões, foi decretado o sequestro de bens avaliados em R$ 10 milhões.
A ação conta com a participação da Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations) da Embaixada dos Estados Unidos.

Compartilhar:

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem