Brasileiros são derrotados no UFC Atlantic City

Não faltou coração para Edson Barboza, mas sim uma melhor defesa de quedas. Diante de Kevin Lee, na luta principal do UFC Fight Night 128, realizado neste sábado (21), em Nova Jersey, nos Estados Unidos, o brasileiro foi facilmente dominado no chão e recebeu um verdadeiro castigo do americano, declarado vencedor por nocaute técnico no quinto round. No co-main event, Frankie Edgar se recuperou ao derrotar Cub Swanson.

O revés de Edson além disso serviu para confirmar a péssima noite para o Brasil, com Thiago Marreta e Luan Chagas igualmente saindo derrotados, por David Branch e Siyar Bahadurzada, respectivamente. No fim, o saldo brasileiro acabou sendo de três resultados negativos. Lee dá aula de controle para Barboza Pelo visto, a derrota para Khabib Nurmagomedov em sua última luta não serviu de lição para Edson Barboza, e ao mesmo tempo funcionou como uma “aula” do que fazer contra o brasileiro para Kevin Lee. No main event em Atlantic City, Lee dominou todos os rounds contra o lutador de Nova Friburgo, que sofreu no ground and pound brutal do americano.

O único momento favorável ao brasileiro no combate aconteceu no terceiro round, quando Edson acertou um belo chute alto que desmontou Lee. Porém, sem forças, ele não teve pressão para apertar o ritmo e definir o duelo.

O americano, então, se recuperou e voltou a castigar Barboza no chão. Já no último assalto, com o olho esquerdo bastante danificado, Edson deixou o seu protetor bucal cair. Com a interrupção do árbitro, Barboza foi examinado pelos médicos, que o interromperam de voltar para o combate. Sendo assim, só restou ao árbitro declarar a vitória por nocaute técnico do “The Motown Phenom”. Com o resultado, Edson acumula duas derrotas seguidas na divisão dos leves. Lee, por sua vez, volta a vencer e se recupera do revés para Ferguson.

Em entrevista após a luta além disso no octógono, o americano pediu uma chance contra Khabib, atual campeão da divisão. Edgar domina e derrota Swanson Pelo co-main event, Frankie Edgar e Cub Swanson protagonizaram um animado duelo pela divisão dos penas. Com ambos vindo de derrota, Edgar tomou a iniciativa e partiu para a trocação. Com o Boxe afiado, o americano conectava golpes e ia castigando Swanson, mas sem a efetividade para nocautear o compatriota.

O segundo round seguiu como o primeiro, com “The Answer” tomando a iniciativa diante de Cub, que tentava buscar o contra-ataque. No último assalto, a mesma tônica. E apesar de certa pressão de Swanson no fim, Edgar soube conter o ímpeto do seu adversário e controlar para vencer por decisão unânime. Com o resultado, ele se recupera do revés para Ortega e se recoloca no topo dos penas. Nas outras lutas do card principal, além do triunfo de Branch sobre Marreta, destaque para o belo nocaute de Dan Hooker sobre o experiente Jim Miller, com uma joelhada certeira, no primeiro round do confronto. Aljamain Sterling e Justin Willis igualmente venceram os seus desafios, sobre Brett Johns e Chase Sherman, ambos por decisão unânime dos jurados. Branch freia bom momento de Marreta Nocauteador nato, Thiago Marreta sofreu com um cruzado de direita em Atlantic City. Diante de David Branch, o brasileiro poderia conquistar sua quinta vitória consecutiva na divisão dos médios, todas por nocaute técnico, porém, o “feitiço virou contra o feiticeiro”, e com um soco certeiro, o americano mandou Marreta à lona além disso no primeiro round.

Com o resultado, Branch se recuperou da derrota para o ex-campeão Luke Rockhold, em setembro do ano passado, e chegou ao seu 22º triunfo como lutador profissional. Perguntado sobre quem deseja enfrentar em seguida, o lutador brincou com o público. “Meu treinador de Boxe. Venha cá, você é o próximo no octógono”, soltou Branch aos risos. Luan perde e vive situação delicada Luan Chagas começou o duelo diante de Siyar Bahadurzada em ritmo lento, mas após sofrer uma pressão do afegão, “acordou”. Embaixo e sofrendo, o brasileiro conseguiu uma linda transição e passou grande parte do primeiro round buscando a finalização, melhor, mas sem sucesso.

No assalto seguinte, porém, um chute certeiro de Bahadurzada no estômago de Luan e deu números finais à luta. A vitória foi a terceira consecutiva de Siyar. O brasileiro, por sua vez, chega ao término do contrato com a organização tendo obtido dois reveses, uma vitória e um “No Contest”, e agora aguarda pela definição do seu futuro.

TEXTO RETIRADO DO SITE © BOA INFORMAÇÃO – LEI MAIS EM: www.boainformacao.com.br

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password