Brasileiro preso na Flórida usou documento falso para “fugir” de cadeia no Brasil

A Polícia Civil e a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro realizam nesta terça-feira (09) uma operação para prender uma quadrilha envolvida no esquema de falsificar alvarás para a soltura de presos.

Até agora, três suspeitos foram detidos: Angélica Malaquias Campos, advogada; Débora Albernaz de Souza, também advogada; e Fábio Luiz Polidoro, agente da Seap. A justiça autorizou o cumprimento de outros dois mandados de prisão e 16 de busca e apreensão.

As investigações apontam que ao menos três criminosos foram beneficiados por esse esquema fraudulento nas penitenciárias fluminenses. Todos saíram pela porta da frente, usando um documento falso, sem qualquer tipo de averiguação dos agentes responsáveis pelo processo.

Um desses beneficiados foi o traficante João Filipe Barbieri, considerado um dos maiores vendedores de armas ilegais do mundo. Depois, ele acabou sendo preso nos Estados Unidos. Os outros soltos com documentos falsos são: João Victor Roza (segue foragido) e Gilmara Monique Amorim, que foi recapturada na semana passada.

Compartilhar:

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem