EUA – A partir de 2018 imigrantes ilegais não poderão voar dentro dos EUA

As novas regras do Departamento de Segurança Interna (DHS) tornam impossível para milhares de imigrantes indocumentados fazerem viagens aéreas dentro dos EUA a partir de 22 de janeiro de 2018.

John Kelly, secretário de Segurança Interna advertiu que aqueles que não renovarem suas carteiras de habilitação, deverão evitar fazer viagens em qualquer aeroporto nos Estados Unidos.

Isto afetará milhares de imigrantes indocumentados que vivem em estados onde podem obter carteiras de motorista ou outra identificação com foto. Até hoje essas identificações têm servido para trabalhadores sem documentos a partir desses estados podem fazer viagens aéreas em todo o país, sem qualquer problema.

Para o governo, o problema é que estas carteiras de habilitação não cumprem os padrões da “Lei Real ID” federal, que entrará em vigor em janeiro próximo.

O Department of Homeland Security exigirá que, a partir de janeiro, as carteiras de habilitações deverão obedecer às normas federais.

O DHS começou a implementar a lei federal gradualmente em meados de 2008 e desde então tem dado tempo para que os estados possam atender as exigências da lei. Isto inclui prova de identidade e residência legal no país, bem como tecnologia para evitar a falsificação.

Somente as licenças que cumprem as leis federais e que atendam aos requisitos federais do “Real ID Act” contém uma estrela dourada no canto superior direito.

“Temos que evitar que pessoas perigosas entrem em nosso país, independentemente da religião, raça ou nacionalidade”, disse Kelly ao Comité de Segurança Nacional do Senado na terça-feira em uma audiência pública sobre o orçamento para o próximo ano fiscal.

De acordo com Kelly, as identificações atualmente emitidas pelos governos estaduais e locais para imigrantes indocumentados, tornam o país mais suscetível de um ataque terrorista. Na opinião do governo, os terroristas poderiam usar essas licenças, sem normas de segurança, a fim de abordar um voo comercial.

O Secretário da Segurança Interna acrescentou que o governo Trump não fará mais exceções à aplicação da lei “Real ID” de 2005, como fizeram os governos anteriores de George W. Bush e Barack Obama.

De acordo com o DHS, apenas 24 estados e o Distrito de Columbia, atualmente cumprem as normas estabelecidas por lei.

Califórnia, New York, New Jersey, Illinois e Texas, estados com uma comunidade em situação irregular notória estão nas dezenas de estados que têm até 10 de outubro para ajustar as suas licenças. Nove estados ainda emitem licenças de condução para imigrantes indocumentados, mas a partir do próximo ano não poderão mais viajar em voos comerciais no país.

  • COMPARTILHE
  • FONTE: BRAZILIANPRESS
  • POSTAGEM: SANDRA SERAFIM
Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free