Kim Jong Um avisa EUA que tem “botão nuclear” em sua mesa

O líder da Coréia do Norte, Kim Jong Un, ofereceu um ramo de oliveira ao seu vizinho, a Coréia do Sul, como sinal de negociações sobre o envio de uma delegação aos jogos olímpicos em Pyeongchang no próximo mês.

Kim escreveu uma nota inusitadamente conciliadora em seu pronunciamento anual do Ano Novo, declarando seu desejo “por uma resolução pacífica com a fronteira sul”.

No entanto, ele expressou a mensagem em linguagem mais belicista familiar, alertando aos Estados Unidos de que as ambições nucleares da Coréia do Norte estão agora completas e o botão de lançamento está em sua mesa.

Em seu discurso, Kim pediu paz na península coreana. “Norte e Sul devem trabalhar juntas para aliviar as tensões e trabalhar como um povo da mesma herança para encontrar paz e estabilidade”, disse.

Ele acrescentou que os representantes da Coreia do Norte deveriam começar a conversar com seus colegas sul-coreanos “o mais rápido possível” para discutir o envio de uma delegação aos Jogos de Inverno de 2018.

Kim desejou sucesso ao país sul-coreano ao hospedar as próximas Olimpíadas e disse que o evento seria uma “boa chance” de mostrar a grandeza do povo coreano.

Mas a aparente aproximação de Kim não pareceu estender-se muito longe, com o líder norte-coreano retomando sua típica sensação de triunfalismo belicoso ao se referir aos Estados Unidos.

“Todo o continente dos EUA está ao alcance de nossas armas nucleares e o botão nuclear está na mesa do meu escritório. Eles devem ter consciência de que isso não é uma ameaça, mas uma realidade”, disse.

“Não importa o quanto a América quer nos atacar com o poder militar e a energia nuclear, eles sabem que agora possuímos uma energia nuclear tão grande e, portanto, não se atreverão”, continuou, acrescentando que a maior conquista de seu país em 2017 foi a ” realização histórica de completar as capacidades nucleares”.

Desde que chegou ao poder, Kim supervisionou um aumento dramático no ritmo do programa de mísseis da Coréia do Norte. Em fevereiro do ano passado, Pyongyang disparou 23 mísseis, aprimorando a sua tecnologia a cada lançamento. Em setembro, o regime realizou seu sexto e mais poderoso teste nuclear.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free