Homem furta celulares em salão de Framingham

Um homem de Framingham (Massachusetts) entrou em uma barbearia na Rota 9 e roubou todos os celulares dos funcionários enquanto eles trabalhavam, de acordo com informações divulgadas pelas autoridades locais.

A polícia prendeu Kevin Assis, 24 anos, no dia 29 de dezembro e indiciou pelo furto cometido dia 22, no Knockouts.

De acordo com a Promotora Alison Kubas, na quinta-feira, dia 30, durante o julgamento do tribunal distrital de Framingham, “enquanto os barbeiros estavam trabalhando na frente da loja, Assis entrou pela porta dos fundos por volta das 2:22 p.m.”.

Ela afirma que o acusado entrou na área onde os funcionários guardavam os seus pertences e roubou cinco iPhones e uma carteira. O furto foi capturado pelas câmeras de segurança.

Vários policiais conseguirem identificar Assis pelo fato dele já ter sido preso algumas vezes anteriormente, de acordo com um relatório policial apresentado em tribunal.

No dia 29, um agente policial entrou em contato com um membro da família de Assis informando o ocorrido. O parente levou o suspeito ao departamento de polícia para ser interrogado, e ele admitiu o furto.

Ele entregou à polícia dois telefones furtados, mas disse que deu os outros três a alguém para consertar, de acordo com o depoimento.

A polícia indiciou Assis por cinco acusações de roubo de propriedade no valor de mais de US $ 250 e entrar, durante o dia, em um estabelecimento com a intenção de cometer um crime.

A promotora pediu ao juiz Martine Carroll que revogasse a fiança de Assis em dois casos abertos, sendo um por dirigir com uma licença suspensa. Ela também pediu o estabelecimento de uma fiança no valor de US $ 1.000 para este novo caso.

Assis já foi considerado culpado duas vezes por crimes anteriores, inclusive por quebrar e invadir residência.

O advogado de Assis, Justin Wing, questionou a revogação da fiança. “Ele está em liberdade condicional há três vezes e completou este período sem problemas”, disse Wing. “Isso mostra que ele pode obedecer ordens judiciais”.

Carroll não revogou a fiança de Assis e o liberou sem fiança. Ela ordenou que o acusado fosse submetido a uma avaliação do abuso de substâncias e seguisse qualquer tratamento recomendado.

O suspeito deve retornar ao Tribunal em Fevereiro para uma audiência de pré-julgamento.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free