Gaúcho cria versão americana do Grêmio e mira alto: “Queremos dominar a América do Norte também”

Depois de conquistar pela terceira vez a parte sul do continente, o Grêmio agora vai em busca da América do Norte. Esse é o sonho a longo prazo do empresário e jogador de futebol André Kunz Sana, 37 anos, gaúcho de Porto Alegre, que criou um clube de futebol nos Estados Unidos em homenagem ao atual campeão da Libertadores.

O Gremio San Diego – sem acento para se diferenciar do “pai” – nasceu de uma ruptura de Sana com o seu antigo time nos EUA, o Temecula FC, com quem teve divergências com o novo treinador. Diz André que, a partir disso, resolveu “unir o útil ao agradável”. E buscou no Grêmio, o clube do coração, a inspiração para dar vida à nova equipe – já aceita na United Premier Soccer League (UPSL), uma espécie de quarta divisão norte-americana de futebol.

O tamanho da seriedade do projeto pode ser exemplicado por uma presença ilustre na comissão técnica. Para deixar o elenco bem preparado na parte física, Sana contará com o trabalho de Jadel Gregório, ex-saltador olímpico brasileiro. E, apesar de vislumbrar uma possibilidade de parceria futura, o dono do San Diego garante que não há qualquer vínculo oficial com o time de Porto Alegre. Mas, com todas as licenças já obtidas, o irmão mais novo do Grêmio já estreia nos EUA na próxima temporada.

Há quatro anos nos EUA, o proprietário do San Diego carrega na pele o amor pelo Grêmio. Literalmente: do ombro até o peito, Sana carrega a camisa tricolor em forma de tatuagem. E, em meio ao sonho de expandir seu projeto, ele deu detalhes ao Torcedores.com sobre o seu início no futebol, a vida nos Estados Unidos e como pretende disseminar as cores azul, branca e preta na terra do Tio Sam.

Torcedores.com: Como foi o início de sua paixão pelo Grêmio e a sua história no futebol?

André Sana: Sou um grande torcedor do Grêmio. Meu bisavô Júlio Kunz foi goleiro do Grêmio em 1916 e 1917. Depois foi para o Flamengo e para a seleção, onde foi campeão da Copa América em 1922 no Chile. Lá um jornal o apelidou de “Homem das Mil Mãos” pelas defesas magistrais que fazia. E essa paixão pelo futebol e pelo Grêmio foi passando pelas novas gerações da família. Antes de eu nascer, a minha família me esperava com roupinha do Grêmio na porta do hospital. Já era gremista antes de nascer. Eu nasci e o Grêmio foi campeão brasileiro em 1981. Desde bebê eu andava fardado. Dois anos depois o meu pai me levou na final da Libertadores contra o Peñarol. Então, desde cedo, a paixão tinha que funcionar. Com quatro anos comecei a jogar futsal. E em seguida fui jogar na escolinha do Grêmio. Mais tarde, pelos 16, fui fazer teste no Grêmio e não passei. Fui parar no Lajeadense, depois fui indicado ao São José, mas decidi estudar Administração na PUCRS e acabei não tendo a persistência de seguir na carreira. Em 2014, quando vim para cá, não pensava mais em jogar. Tinha 33 ou 34 anos, mas quis voltar a jogar até porque aqui é mais fácil.

T: A ideia de criar um time de futebol inspirado no Grêmio é um desejo antigo?

AS: Até o ano passado eu estava jogando pelo Temecula FC, na Califórnia. Fui com eles para a Europa para alguns jogos e quando eu retornei tivemos uma troca de treinador. Veio um irlandês e vi tanto ele quanto o clube fazendo coisas erradas. O futebol nos EUA vinha crescendo, mas a mentalidade do clube para algumas questões seguia a mesma. Vi a oportunidade. Surgiu a ideia. Pensei: “Quer saber, vou abrir o meu clube”. E, como um apaixonado pelo Grêmio, resolvi abrir um time inspirado no meu clube. Tenho uma tatuagem no meu corpo que pega até o coração que é a camisa do Grêmio. Vi tudo o que eu precisava fazer para não ser uma cópia e fiz a homenagem. É o Gremio FC San Diego, inspirado no Grêmio, com o símbolo ligado ao Grêmio. Se acontecer uma parceria ou não, não sei. Mas trata-se de um clube americano, fundado por um brasileiro, que é apaixonado pelo Grêmio.

T: Como será o processo para a contratação dos jogadores?

AS: Seremos um clube de futebol. Não seremos uma empresa de tramitação de documentos. Recebi mensagens e ligações de pessoas que querem vir jogar, mas nós não temos condições de contratar as pessoas para virem morar nos EUA. Não é tão fácil assim. É aberto para todas as pessoas, principalmente aos norte-americanos. Teremos brasileiros, mexicanos, teremos um time forte. Repito: é um clube americano inspirado no Grêmio, que é um dos maiores times do mundo.

T: Até que ponto a “marca” Grêmio vai ser disseminada pelos EUA com essa ideia?

AS: É a realização de um sonho que eu tenho. Quis aproveitar esse momento de crescimento do futebol nos Estados Unidos e nada melhor do que montar um time inspirado no meu clube do coração. O Grêmio é muito conhecido na Europa, mas aqui ainda não. Estive em vários países da Europa e pude comprovar. Quero unir o útil ao agradável e fazer o nosso, lá de Porto Alegre, ser conhecido aqui. Nós iremos jogar a quarta divisão, que eles chamam de semiprofissional, porque os jogadores não recebem salários na quarta divisão.

T: O que dá para esperar desse projeto no futuro?

AS: Os clubes da primeira divisão, a MLS, muitas vezes olham para as divisões inferiores. Porque tem muitos jovens e é muito mais fácil contratar alguém que já está aqui. O projeto nosso é grande, é bem longo. Estamos só começando. Também pensamos, no ano que vem, montar uma academia e começar a formar atletas. Daqui a pouco podemos descobrir um talento aqui e ofereceríamos primeiro a quem? Ao Grêmio, claro. Gostaria de abrir essa porta com o Brasil. Estamos nos preparando com bons profissionais. O Jadel Gregório é nosso diretor de preparação física, o nosso treinador será um brasileiro que já trabalhou com o Parreira… é isso. Juntei o amor da minha vida, que é o Grêmio, com uma oportunidade e a paixão pelo esporte. Nós nunca seremos o Grêmio. É um gremista levando as cores do Grêmio pelo mundo. A América do Sul já é nossa, vamos partir para dominar a América do Norte.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free