Furacão Michael: como tempestade ‘menosprezada’ se tornou a 3ª mais forte a atingir os EUA

O furacão Michael – terceira tempestade mais forte a atingir os Estados Unidos na História – devastou o noroeste da Flórida, inundando cidades costeiras e derrubando árvores.

Ele chegou à costa na quarta-feira, por volta das 14h do horário local (15h de Brasília), como uma tempestade de categoria 4 e ventos de até 250km/h.

Já deixou dois mortos, incluindo uma criança, nos Estados Unidos, e pelo menos 13 durante sua passagem pela América Central: seis em Honduras, quatro na Nicarágua e três em El Salvador.

Após entrar pela região conhecida como Panhandle, no noroeste da Flórida, o furacão perdeu força sobre a Geórgia e foi rebaixado para tempestade tropical. Agora, está a caminho das Carolinas do Sul e do Norte.

A tempestade deixou centenas de milhares de residências e empresas sem eletricidade na Flórida, no Alabama e na Geórgia.

Quão devastador é Michael?

Apenas uma tempestade anônima, conhecida como furacão do Dia do Trabalho, que atingiu a Flórida em 1935, e o furacão Camille, que devastou o Mississippi em 1969, chegaram ao continente com intensidade maior.

A pressão barométrica da tempestade do Dia do Trabalho (quanto menor o número, mais forte o furacão) era de 892 milibares, e Camille tinha 900. Já Michael adentrou a costa com 919.

Michael se mostrou tão poderoso ao varrer a Flórida que permaneceu como furacão enquanto avançava para o interior do país.

Embora tenha enfraquecido depois, sua rápida intensificação pegou muitos de surpresa.

A excepcionalmente alta temperatura das águas do Golfo do México acelerou a transição da tempestade tropical para furacão no último domingo.

Na terça-feira, Michael era classificado como um furacão de categoria dois, mas na manhã de quarta-feira já estava perto da categoria cinco, o nível mais alto.

Quem são as vítimas?

De acordo com as autoridades, um homem foi morto durante um incidente envolvendo a queda de uma árvore no condado de Gadsden, na Flórida.

No condado de Seminole, na Geórgia, uma proteção de carros de metal foi levada por uma rajada de vento e atingiu um trailer, matando uma menina de 11 anos.

Travis Brooks, diretor da Agência de Gerenciamento de Emergência de Seminole, disse à ABC News que houve “uma devastação completa e total”.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free