Comunidade imigrante pressiona deputados em Massachusetts

Com apenas duas semanas de prazo para o legislativo do Estado finalizar o orçamento do Estado para o ano fiscal de 2019, centenas de trabalhadores, sindicalistas e ativistas comunitários têm lotado a State House para reivindicar medidas de proteção para as famílias imigrantes, para prevenir o roubo de salário, o aumento do salário mínimo e o direito a licença médica de família paga. O Grupo Mulher Brasileira tem participado de todas as ações e visitas a parlamentares na State House como parte das Coalizões Comunidades Seguras e contra o Roubo de Salário.

Você também pode participar deste movimento e mesmo que não possa vir na State House para acompanhar o Grupo Mulher Brasileira, você pode enviar e-mail e telefonar para seu(sua) parlamentar pedindo que ele ou ela exerçam sua liderança para que estas medidas sejam incluídas no orçamento do Estado. Quem puder acompanhar o GMB, favor entrar em contato pelo telefone 617-202-5775.

O Grupo Mulher Brasileira coletou mais de 50 assinaturas nos abaixo-assinados pelo aumento do salário mínimo e da licença médica paga. As assinaturas são para o Secretário de Estado e podem decidir se estas medidas serão transformadas em Questões que farão parte da cédula de votação em novembro próximo. Para que isso aconteça precisamos de mais de um milhão de assinaturas em cada uma das petições.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free