Imigrante enforca-se após ameaça de ser separado da família

Um imigrante natural de Honduras, de 39 anos, que foi detido após ter tentado entrar ilegalmente nos Estados Unidos, enforcou-se na cela após ameaças de que ia ser separado da família.

Marco Antonio Muñoz foi detido a 11 de maio no Texas na companhia da mulher e do filho, de três anos de idade.

Um relatório das autoridades dá conta de que Muñoz foi transferido para uma cadeia no Texas após ter dado sinais de que não estava a colaborar com as autoridades. Deu entrada numa cadeia a 12 de maio, com as autoridades norte-americanas a argumentar que, durante a noite, houve agentes a passar junto à cela de meia em meia hora.

Ainda assim, de manhã foi encontrado por outros guardas prisionais já sem vida, enforcado na cela.

O New York Times dá conta de informações que surgem no relatório e que estão a ser confirmadas noutros meio norte-americanos. Muñoz terá dito às autoridades que procuraria asilo para ele a para a família. Mas agentes da polícia fronteiriça dos EUA – conhecida como Border Patrol – teriam dito a Muñoz que ele seria separado da família.

Recorde-se que o procurador-geral Jeff Sessions já afirmou que todas as pessoas que tentarem entrar nos EUA serão acusadas criminalmente e que os pais serão separados dos filhos. Nas últimas semanas, vários meios norte-americanos têm dado conta de histórias de crianças à guarda das autoridades dos EUA, após terem sido separados dos pais.

Justin Tullius, advogado de uma organização não governamental que dá apoio legal a imigrantes no Texas, realça ao jornal nova-iorquino que já trabalhou com outros imigrantes com pensamentos suicidas, após terem sido detidos.

“Não podemos permitir políticas que traumatizem pais e filhos”, defende.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free