GMB denuncia cancelamento de programa pró-imigrante

O Grupo Mulher Brasileira denuncia a decisão da administração federal de acabar com o programa Status de Proteção Temporária (TPS) para mais de 200 mil salvadorenhos, a maioria vivendo nos Estados Unidos há quase duas décadas. Este é o terceiro grupo de imigrantes a sofrer com a decisão do governo. Ano passado, o Departamento de Segurança Interna anunciou o fim do programa para nicaraguenses e haitianos, além de ter cancelado também o DACA para estudantes, o que afeta cerca de 800 mil jovens.

“A decisão é cruel e não serve a ninguém, não ajuda a economia do país nem o mercado de trabalho”, disse Heloisa Maria Galvão, diretora-executiva do Grupo Mulher Brasileira. “Nós estamos solidárias com nossas irmãs e nossos irmãos salvadorenhos”.

O Grupo Mulher Brasileira defende a extensão do TPS para as populações imigrantes e se une às organizações que exigem que o Congresso aja imediatamente para impedir esta tragédia. “As famílias estão sofrendo, nossas comunidades estão desestabilizadas. Já passou da hora do  Congresso agir”.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free