Como são as ‘jaulas’ em que os EUA estão detendo filhos de imigrantes sem documentos

Foi assim que o congressista democrata americano Peter Welch descreveu, em um tweet, um centro de detenção no Texas (EUA) em meio à polêmica sobre a política de imigração “tolerância zero”, na qual os filhos são separados dos pais. O comentário foi feito após uma visita do parlamentar juntamente com outros deputados e alguns jornalistas.

A instalação do Texas é conhecida como Ursula, embora os imigrantes a chamem de “La Perrera” (“O Canil”, em tradução livre), referindo-se às gaiolas instaladas no local que, além de imigrantes adultos, agora também são usadas para albergar crianças separadas de seus pais depois de tentar atravessar ilegalmente a fronteira.

As autoridades não permitiram que fotografias ou vídeos fossem feitos dentro do centro, mas o Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras(CBP, sua sigla em inglês) dos Estados Unidos publicou várias imagens.

“Acabei de sair de uma ‘instalação de triagem’ da patrulha fronteiriça, conhecida como ‘geladeira’. É nada menos que uma prisão”, disse Welch.

Gaiolas com cadeados

O congressista não foi o único que comparou o complexo a uma prisão.

A ex-primeira-dama Laura Bush, mulher de George W. Bush, disse que a estrutura se assemelha aos campos de detenção usados para prender nipo-americanos nos EUA durante a Segunda Guerra Mundial.

“Numa das gaiolas havia 20 crianças. Havia também garrafas de água, sacos de batatas fritas e folhas grandes destinadas a servir de cobertores”, informa a agência AP.

O senador democrata Jeff Merkley liderou uma equipe de parlamentares durante a visita ao complexo de Ursula, no último domingo.

Merkley ganhou as manchetes no início deste mês quando tentou entrar em outra instalação que abrigava cerca de 1.500 crianças em uma loja desativada do Walmart – e não foi autorizado.

Após visitar Ursula, o senador disse à CNN que um grande número de menores de idade estavam dentro de “uma gaiola de arame de cerca de 10×10 metros trancada com cadeados”.

“Devo dizer, no entanto, que eles eram muito menos do que quando estive aqui há duas semanas. Me disseram que ônibus cheios de crianças foram levados antes de eu chegar.”

Além disso, o senador Chris Van Hollen, de Maryland, expressou choque e raiva com as condições que viu.

“Acabei de sair do Centro de Triagem da Patrulha de Fronteira em McAllen, também conhecida como ‘canil’. Eu testemunhei como as crianças estavam amontoadas, separadas de suas mães e pais. @realDonaldTrump, mude hoje sua política vergonhosa! #FamiliesBelongTogether “, diz o tweet.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free