Redação- EUA – ICE pagara mais de $30.000 de multa, por deter mulher com sobrenome hispânico

Redação- Uma cidadã naturalizada americana nascida na Guatemala, e detida 02 vezes pelo ICE, enviou ao governo Federal um processo,  porque um juiz falou que ela foi detida por causa de seu país de origem e sobrenome hispânico, violando assim seus direitos constitucionais.

Cody Wofsy, advogado para a União Americana de Liberdades Civis (ACLU), disse que

O governo terá que pagar a Ada Morales 35.000 dólares e emitiu garantias de que as bases federais de dados tenham sido atualizadas para garantir de que ela não voltará a ser detida, disse o advogado para a União Americana de Liberdades Civis (ACLU),

Em 2012, o processo foi apresentado em Rhode Island, porém o governo federal só aceitou o caso na semana passada depois de chegar a um acordo. Um porta-voz do Departamento de Justiça recusou comentar sobre o acordo.

Morales, naturalizada em 1995, foi presa pela polícia estadual de Rhode Island em um caso de fraude de declarações sociais em 2009. Quando ela compareceu à corte foi detida por mais de 24 horas porque o ICE pediu sua detenção.

De acordo com informações do juiz federal Jack McConnell, Ada Morales foi espancada, ficou nua e detida em prisão estadual, algo que considerou a pior noite de sua vida,

Morales também informou  que era a segunda vez que tinha sido detida a pedido do ICE e que dois funcionários do serviço haviam violado os seus direitos constitucionais.

COMPARTILHE

REDAÇÃO; SANDRA SERAFIM/JORNAL NEGOCIO FECHADOUSA.COM

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free