EUA – Criança e bebê desaparecidos foram esfaqueados até a morte pelo pai, afirma polícia

Redação:

Os cadáveres de duas crianças desaparecidas em Fayetteville (Carolina do Norte) na sexta-feira (24/03) foram encontrados em uma área arborizada em Condado de Hoke, na manhã de sábado (25/03). Serenity Freeman, 2 anos, e Genesis Freeman, de quatro dias de vida, foram mortos por seu pai, de acordo com relatórios da polícia.

Os corpos das duas crianças estavam em uma área próxima à Army Road, cerca de 200 metros dentro da floresta. Ambas as crianças tinham sido esfaqueadas até a morte dentro do carro em que o pai estava dirigindo, segundo o xerife do condado, Hubert Peterkin.

O pai das crianças, Tillman Freeman III, 30, foi acusado de dois crimes de homicídio em primeiro grau. A polícia disse que as crianças foram levadas por Freeman após um incidente doméstico com a mãe delas. Os investigadores afirmam que a mãe da menina voltou ao hospital, na sexta-feira, após uma luta com Freeman. Durante essa luta, Freeman acusou a mãe das crianças de traição e alegou que as crianças não eram suas, disseram as autoridades.

A mãe foi para o hospital e o pai foi embora com as filhas. Freeman tinha sido inicialmente preso e acusado de dois casos de abuso de crianças e de dois casos de ameaça à criança, disse a polícia. Ele se recusou a fornecer qualquer informação sobre o paradeiro das crianças. Os investigadores afirmam que Freeman estava dirigindo um carro verde escuro, ano 1993, da marca Toyota Camry, mas quando o prenderam em Raeford, o carro não foi encontrado.

O xerife Peterkin relatou que o acusado disse mais tarde aos oficiais que as crianças estavam no Condado de Hoke, mas não sabia o local exato. Os oficiais dirigiram em estradas rurais com Freeman no banco de trás até que ele finalmente reconheceu o local.

Eles encontraram o carro abandonado a cerca de 200 metros na floresta. O xerife disse que os corpos das meninas estavam dentro, junto com uma grande faca de caça. “Em 30 anos, eu vi crianças vítimas de injustiça. Houve cenas de assassinato com crianças. Mas este é inacreditável”, disse Peterkin. Os investigadores afirmam que o suspeito permaneceu calmo e não mostrou remorso. “Algo que você nunca imaginaria que alguém faria. Eu apenas não posso pensar que alguém faria isso. É muito triste, uma situação muito triste”, disse Peterkin.

O xerife disse que os agentes envolvidos estão tendo dificuldade em lidar com o que aconteceu e que será ainda mais difícil para aqueles mais próximos das vítimas. “Devemos orar por esta família. Não consigo imaginar o que esta mãe está passando”, disse Peterkin. Freeman fez sua primeira aparição na manhã desta segunda-feira (27/03). Sua próxima audiência está marcada para 5 de abril.

O acusado está sendo mantido no Centro de Detenção do Condado de Hoke, sem direito a fiança.

COMPARTILHE

POSTAGEM: SANDRA SERAFIM

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free