EUA – Brasileiros são os terceiros que mais ficam fora de “status” imigratório nos EUA,.

Dos 2 milhões de brasileiros que deveriam ter embarcado de volta para casa em 2016, 39,5 mil (1,9%) permaneceram no país ilegalmente.

Os números, divulgados pelo Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês), se referem a visitantes de turismo e negócios que deveriam ter deixado os Estados Unidos entre 1º de outubro de 2015 e 30 de setembro de 2016.

Se somados os vistos concedidos a estudantes e outros tipos de autorização, 43 mil (2%) brasileiros descumpriram o tempo máximo de permanência nesse período.

Os canadenses lideram o ranking. Diferentemente dos brasileiros, eles não precisam de visto para entrar nos Estados Unidos e podem ficar até três meses no país apenas com o passaporte válido. Na América Latina, apenas o Chile tem o mesmo benefício.

Dos 8,6 milhões de canadenses que deveriam ter deixado os Estados Unidos, 124 mil (1,4%) permaneceram no país ilegalmente. Os mexicanos estão em segundo lugar na lista. Dos 2,9 milhões com partida esperada, 47 mil (1,7%) continuaram no país.

Os dados são usados pelo DHS para identificar, localizar e agir contra os atrasos de saída daqueles que apresentem ameaças ao país.

Após os ataques de 11 de setembro de 2001, autoridades americanas revelaram que dois responsáveis pelos atentados – Satam al Suqami e Nawaq Alhazmi – tinham seu visto expirado, segundo oNew York Times.

Números relativos

Já países asiáticos e africanos têm as maiores taxas de estrangeiros que ignoram a data limite. A proporção é superior a 20% entre os indivíduos que visitam os Estados Unidos para turismo ou negócios vindos de países como Djibuti, Burkina Faso, Micronésia, Eritreia e Butão.

Cidadãos desses países, contudo, não somam nem 10 mil estrangeiros em números absolutos. Por outro lado, entre as nações isentas do requerimento de visto (excluindo o Canadá), a taxa de permanência ilegal é de apenas 0,6%.

O número de canadenses de turismo e negócios que decidiu permanecer nos Estados Unidos aumentou na comparação com o ano anterior.

Em 2016, foram 25 mil visitantes a mais do que em 2015, quando 99 mil permaneceram no país. No caso do México, foram em torno de 2 mil a mais. E do Brasil, quase 6 mil. Foram divulgados dados apenas desses dois anos.

Punição

O governo americano cancela o visto de quem ultrapassa o tempo permitido. Se o estrangeiro ficar até um ano a mais, ele estará proibido de entrar no país pelos três anos seguintes. Se passar de um ano, a proibição se estende por uma década.

Os números do DHS indicam que, no ano passado, dos 50 milhões de visitantes que entraram nos Estados Unidos, 1,07% descumpriram o tempo limite.

COMPARTILHE

POSTAGEM: SANDRA SERAFIM

Fonte: Brazilian Times

Compartilhar:

1 Comentário

  • Rodrigo v da Silva Reply

    June 1, 2017 at 9:19 am

    Bom dia deveria abrir uma nova lei e beneficiária a todos o país financeiramente e os cidadãos de bem tbem seria uma ideia inteligente

Deixar Comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

yoast seo premium free