Filme sobre Edir Macedo se torna a maior bilheteria do cinema brasileiro

Como ‘Os Dez Mandamentos’, filme tem bilheterias infladas e estratégia massiva de divulgação

Edir Macedo conseguiu milagre maior e desbancou o próprio Moisés na disputa para se tornar recordista do cinema nacional. Cinebiografia do bispo fundador da igreja Universal, “Nada a Perder” é, desde sexta-feira (4), o filme de maior bilheteria nacional de todos os tempos, com 11.285.248 ingressos vendidos, segundo a ComScore, empresa que monitora as bilheterias. Assim, o braço cinematográfico da Record —e consequentemente da igreja — bateu o próprio recorde.

Em 2016, a versão da novela bíblica “Os Dez Mandamentos” fez história e ultrapassou o líder “Tropa de Elite 2” com 11.183.219 de ingressos vendidos. A glória não foi conquistada sem polêmica.

O blockbuster estreou com lugares vazios em salas tidas como lotadas. A dobradinha no topo da lista era a grande meta da Record, que não se privou de usar uma verdadeira estratégia de guerra para alcançar o paraíso dos filmes brasileiros assistidos da história, onde moram desde clássicos como “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (1976) a comédias como “Minha Mãe é Uma Peça 2” (2016).

A campanha envolveu não apenas o braço jornalístico da Record como toda a programação da emissora, que dispensou seu elenco para falar sobre o filme. O resultado foi uma produção que já somava 4 milhões de ingressos vendidos antes mesmo de sua estreia

Semanas antes da estreia, a Universal divulgou um texto alertando seus fiéis de que a mídia usaria de “fake news” para prejudicar o lançamento do filme.

O comunicado diz: “A mídia, os produtores e promotores destas fake news tentarão, de todas as formas, espalhar que o êxito do filme foi manipulado, que os ingressos teriam sido comprados pela Universal e distribuídos aos fiéis. É mentira! O que existe é a mobilização espontânea de grupos e de membros da Universal, que se organizaram para que o maior número de pessoas tenha chance de assistir ao filme.”

Assim como seu antecessor, nem todas as salas “esgotadas” de “Nada a Perder” encheram completamente. Expansão internacional A estratégia deve se repetir, salvo as devidas proporções, no mercado internacional. Presente em mais de cem países, a igreja aposta em uma distribuição sem precedente. Na semana passada, os países da América Central receberam o filme e há grande expectativa para a estreia da cinebiografia nos Estados Unidos na sexta-feira (11).

Na semana seguinte, é a vez do Reino Unido e, ainda esse mês, o longa estreia em Trinidad & Tobago, Antigua, Santa Lucia, Aruba, Curaçao, St. Croix, Guyana, República Dominicana e Porto Rico. A expansão internacional da igreja será abordada na sequência do filme. Sim, “Nada a Perder” terá sua “Parte 2” com estreia prevista para abril de 2019 e a mesma meta de bater o recorde do recorde.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free