Pernambucanos miram nos EUA

Empresa pernambucana House Negócios Imobiliários presta assessoria para quem deseja comprar um imóvel ou montar um empreendimento no exterior

A situação econômica e política do Brasil tem feito com que brasileiros optem por investimentos fora do país. No ramo imobiliário não tem sido diferente e é cada vez maior a procura por imóveis no exterior, seja como segunda moradia, investimento ou até mesmo para negócios. Em Pernambuco, essa tendência tem crescido e, de olho nesse nicho de mercado, nasceu a House Negócios Imobiliários (HN), que presta assessoria para quem deseja adquirir um imóvel nos Estados Unidos. Para 2018 as expectativas são otimistas.Até abril, a empresa já havia fechado 50% de negócios do que foi registrado durante todo o ano de 2017.

Os sócios Brenna Leal e David Diniz já tinham experiência com o mercado de luxo pernambucano. Eles haviam trabalhado muito tempo com a Reserva do Paiva, até que foram convidados por uma construtora norte-americana para trabalhar os produtos dela no Norte e Nordeste. Durante esse período, entenderam as necessidades dos clientes e resolveram investir no negócio próprio: a House Negócios Imobiliários. “Entendemos que muitos clientes iam para Orlando para comprar um imóvel e criamos a HN para prestar assessoria mais de perto para o cliente”, explica David Diniz.

A empresa pernambucana firmou operação  com a Selecta Realty, que tem sede em Orlando e conta com mais de 20 corretores locais e equipe de assessoria jurídica, mercadológica e contábil, para garantir uma prestação de serviço mais eficiente em relação ao mercado dos Estados Unidos. A questão não é simplesmente encontrar um imóvel. “A gente cuida de tudo para o cliente, inclusive se ele está fazendo uma boa compra. A maioria dos clientes quer fazer negócios lá, algo que dê rentabilidade, e estamos preocupados com o resultado para ele e com o pósvenda também”, detalha.

Além do perfil dos clientes que miram o mercado norte-americano para investir em um imóvel que possa ser alugado e gerar uma renda, há quem busque uma segunda moradia, um imóvel comercial ou um terreno para construir. Segundo o sócio, a maior parte dos investidores tem preferência por Orlando, que foi apontada como a terceira melhor cidade dos Estados Unidos para investir em imóveis em 2017, de acordo com pesquisa divulgada pela Revista Forbes, com valorização anual de 10% nos empreendimentos. A questão do turismo movimenta todo o estado da Flórida, que recebeu 116 milhões de turistas no ano passado, e as possibilidades de negócios em torno dessa questão são grandes. Já Miami é o destino mais procurado para quem busca uma segunda residência.

Para David Diniz, as pessoas pensam que precisa ter muito dinheiro para investir nos Estados Unidos, e a House Negócios Imobiliários mostra que não é tão difícil. “A questão da compra é fácil, é um negócio que está próximo, e o público pernambucano pode fazer tudo daqui mesmo”, reforça.

Com valores a partir de US$ 50 mil, o processo de assistência até a efetivação da compra dura entre 30 e 60 dias, variando conforme as formas de pagamento e as questões burocráticas. Além disso, as facilidades oferecidas pelos bancos norte-americanos também são apontadas como fator positivo. “Eles têm taxas de juros de 5% ao ano, mais baixas do que as daqui, e ainda tem a dolarização do investimento, colocando o dinheiro em uma moeda forte”, conclui.

Compartilhar:

0 Comentário(s)

Deixar Comentário

Login

Bem-vindo! Faça o login na sua conta

Lembrar-me Perdeu a senha?

Lost Password

yoast seo premium free